segunda-feira, 5 de março de 2012

Palas Atenéia


Virgem padroeira das artes domésticas, deusa da sabedoria e protetora na guerra dos que lhe rendiam culto, nasceu da fronte de Zeus, já adulta. Atena, nos primeiros tempos, era representada por uma jovem, mas foi envelhecendo como Atenas, sua cidade favorita. No fim, era representada como uma figuramatronal, sob cuja proteção florescia o que havia de mais valioso na civilizada Atenas: a inteligência e as artes apuradas de viver. Dizia-se que inventara a flauta, mas desprezara femininamente o instrumento ao ver como seu rosto ficava desfigurado quando  ela enchia de ar as faces, para soprar. Embora tivesse ajudados os gregos a vencer em Tróia, vingou-se dos hérois que deixaram de lhe prestar as homenagens devidas. Estabeleceu o dominio da lei e até o conceito da misericórdia, no julgamento que libertou Orestes das terríveis fúrias depois de haver assassinado a mãe por ordem de Apolo. Dizia-se que ganhara a devoção de Atenas por haver dado a oliveira de presente à humanidade. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...